sexta-feira, julho 18, 2014

«Ursos» perdem e comprometem a conquista do Europeu!

Tudo se resumia a um jogo, era o tudo ou nada para ambas as equipas manterem em vista a luta pelo desejado troféu. A verdade é que o jogo não decidia tudo mas seria, sem margem para dúvida, o jogo mais importante do dia quanto às contas do Europeu!

Itália a um passo de fazer história!
Portugal entrou mais forte, mais pressionaste e mais ofensivo e viu esse esforço ser recompensado quando, aos 16' minutos, Gonçalo Alves abriu o marcador no Pavilhão Amaya Valdemoro. Antes disso, João Rodrigues e Hélder Nunes já haviam falhado uma grande penalidade e um livre direto.

Aos 18' Massimo Mariotti viu Tataranni levar a cartolina azul e, desta feita, Hélder Nunes tinha novamente no stick a oportunidade de elevar a vantagem portuguesa, o que não conseguiu. O cenário ficou negro para a equipa portuguesa quando, a um minuto do final da primeira parte, e com uma Itália em inferioridade numérica, Mattia Cocco marcou um golo e empatou a partida. Se a pintura já não era bonita depois deste golo, viria mesmo a ficar borrada quando, a poucos segundos do intervalo, Federico Ambrosio converteu em golo uma grande penalidade de que os transalpinos beneficiaram.

O jogo era favorável para os italianos que vieram para a segunda metade do jogo com o objetivo de manter a vantagem e, em simultâneo, aumentar a mesma. Federico Ambrosio teve oportunidade para tal à passagem do segundo minuto da segunda parte, após Portugal ter atingido a 10ª falta de equipa, mas Girão acabou por levar a melhor no duelo de um para um. Minutos depois, Ambrosio viu azul e "ofereceu" a Valter Neves a oportunidade de empatar a partida mas o capitão da Seleção Nacional também não teve a frieza necessária para tal. Em situação de superioridade numérica, Portugal acabou por alcançar a igualdade, por intermédio de João Rodrigues.

A história do jogo ficou feita a pouco mais de cinco minutos do final da partida: Gonçalo Alves viu azul e Cocco tinha a oportunidade virar o herói da partida. Num livre direto marcado com um altíssimo nível de classe, o camisola 29 da seleção italiana voltou a pôr os pupilos de Mariotti na frente do marcador.

Nos últimos dois minutos, Valter Neves não conseguiu concretizar uma grande penalidade e um livre direto e a missão da equipa portuguesa era cada vez mais complicada. No último minuto, a seleção italiana também beneficiou de um livre direto mas o resultado acabou por não sofrer qualquer alteração, terminando num 2-3 favorável à Itália.

"Quiz" do Hóquei em Patins, você sabe tudo? Confirme...