sexta-feira, julho 18, 2014

«Ursos» perdem e comprometem a conquista do Europeu!

Tudo se resumia a um jogo, era o tudo ou nada para ambas as equipas manterem em vista a luta pelo desejado troféu. A verdade é que o jogo não decidia tudo mas seria, sem margem para dúvida, o jogo mais importante do dia quanto às contas do Europeu!

Itália a um passo de fazer história!
Portugal entrou mais forte, mais pressionaste e mais ofensivo e viu esse esforço ser recompensado quando, aos 16' minutos, Gonçalo Alves abriu o marcador no Pavilhão Amaya Valdemoro. Antes disso, João Rodrigues e Hélder Nunes já haviam falhado uma grande penalidade e um livre direto.

Aos 18' Massimo Mariotti viu Tataranni levar a cartolina azul e, desta feita, Hélder Nunes tinha novamente no stick a oportunidade de elevar a vantagem portuguesa, o que não conseguiu. O cenário ficou negro para a equipa portuguesa quando, a um minuto do final da primeira parte, e com uma Itália em inferioridade numérica, Mattia Cocco marcou um golo e empatou a partida. Se a pintura já não era bonita depois deste golo, viria mesmo a ficar borrada quando, a poucos segundos do intervalo, Federico Ambrosio converteu em golo uma grande penalidade de que os transalpinos beneficiaram.

O jogo era favorável para os italianos que vieram para a segunda metade do jogo com o objetivo de manter a vantagem e, em simultâneo, aumentar a mesma. Federico Ambrosio teve oportunidade para tal à passagem do segundo minuto da segunda parte, após Portugal ter atingido a 10ª falta de equipa, mas Girão acabou por levar a melhor no duelo de um para um. Minutos depois, Ambrosio viu azul e "ofereceu" a Valter Neves a oportunidade de empatar a partida mas o capitão da Seleção Nacional também não teve a frieza necessária para tal. Em situação de superioridade numérica, Portugal acabou por alcançar a igualdade, por intermédio de João Rodrigues.

A história do jogo ficou feita a pouco mais de cinco minutos do final da partida: Gonçalo Alves viu azul e Cocco tinha a oportunidade virar o herói da partida. Num livre direto marcado com um altíssimo nível de classe, o camisola 29 da seleção italiana voltou a pôr os pupilos de Mariotti na frente do marcador.

Nos últimos dois minutos, Valter Neves não conseguiu concretizar uma grande penalidade e um livre direto e a missão da equipa portuguesa era cada vez mais complicada. No último minuto, a seleção italiana também beneficiou de um livre direto mas o resultado acabou por não sofrer qualquer alteração, terminando num 2-3 favorável à Itália.

quarta-feira, julho 09, 2014

Ricardo Figueira é uma das caras da «Missão Pavilhão»

O Sporting CP lançou uma campanha denominada Missão Pavilhão para angariação de fundos, com o intuito de conseguir a ajuda dos adeptos para uma nova casa das modalidades do clube leonino. Ricardo Figueira, capitão da equipa de hóquei em patins, é uma das caras desta missão.

Para ser direccionado ao site desta iniciativa, clique na imagem em baixo, onde tem todas as informações necessárias.


A última época da equipa de hóquei do Sporting foi jogada em pavilhões "emprestados". Um exemplo pode ser a recepção ao FC Porto, na jornada 25, que foi realizada no Pavilhão municipal de Alenquer, e duas jornadas a seguir, na recepção aos Carvalhos, o jogo ter sido realizado no pavilhão da Salesiana, no Estoril.

Este é já um dos principais objectivos do clube que tem apostado fortemente nas suas modalidades, depois de ter sido anunciada uma "revolução" na equipa de hóquei, com vista ao sucesso outrora alcançado!

segunda-feira, julho 07, 2014

FC Porto e AD Valongo com ordem para festejar!

É no Norte que ficam os títulos de campeão nacional de sub-15 e sub-20, com o Porto e Valongo, respectivamente, a serem os seus novos detentores. Foi um fim-de-semana de muita emoção no municipal de Barcelos e com vários golos à mistura.


SUB-15:

Começando pelo escalão mais jovem, o FC Porto teve dois jogos muito complicados, ao contrário da equipa leonina que na meia-final venceu o Valongo de forma um pouco mais tranquila (5-1). O FC Porto precisou de suar um pouco mais para levar de vencida a Física de Torres Vedras, num jogo que ficou decidido a poucos segundos do fim (3-2).

Na final, novamente uma partida muito emocionante. Tal como havia acontecido no primeiro jogo, também na final o Porto entrou a perder e, aos 4' da 2ª parte, já o resultado era de 3-0 favorável ao Sporting. Valeu ao Porto uma resposta rápida, fazendo o primeiro golo menos de um minuto depois de ter sofrido o terceiro. O jogo prosseguiu e, quando já faltava pouco mais do que 3 minutos, a equipa portista reduziu a diferença no marcador e, a um minuto do final, conseguiu estabelecer o empate (3-3). O Sporting ainda beneficiou de um livre direto a 30 segundos do final, mas Frederico Neves não foi certeiro com a baliza.

Também durante o prolongamento não se viu qualquer golo no municipal de Barcelos e foi preciso o desempate através das grandes penalidades para determinar o campeão. Foram 5 as oportunidades para cada lado, o Sporting não conseguiu converter qualquer uma em golo, ao contrário do Porto que marcou uma, o suficiente para arrecadar o título de campeão!

O último lugar do pódio ficou entregue ao Valongo que venceu, no jogo de 3º e 4º lugar, o Física por 7-2.

Festa de ambas as equipas. Fotos por: António Anacleto.
Clique para aumentar.

SUB-20:

No escalão de juniores, o grande atractivo das meias-finais foi o Braga-Benfica, sendo que no outro jogo o Valongo venceu também de forma mais tranquila a equipa da «Aldeia do hóquei em patins», o Turquel (5-1). Já no outro jogo das "meias", o Benfica até entrou a vencer, resultado que se manteve até a intervalo, mas o primeiro quarto de hora da 2ª parte foi de sonho para a equipa minhota, que colocou o resultado em 4-1. Nos 10 minutos restantes, o Benfica ainda reagiu e marcou dois golos, o que não foi suficiente para dar a volta ao marcador, ficando o resultado em 4-3.

A final foi um jogo atípico, com um pouco de tudo (até vários golos de elevada nota artística), mas com um resultado um pouco exagerado, tendo em conta a qualidade de ambas as equipas. Ao intervalo, o Braga vencia por 1-0, mas uma entrada forte e uma segunda parte avassaladora por parte do Valongo permitiu a esta equipa colocar o resultado em 8-1. O Braga ainda marcou dois golos já perto do final da partida mas que nada influenciaram no resultado.

Falta apenas referir que o Benfica conseguiu o "bronze" depois de vencer o Turquel por 7-3 no jogo de atribuição de 3º e 4º lugar.

Pode ver todos os jogos desta final-four, clicando aqui.

quinta-feira, julho 03, 2014

Este fim de semana todos os caminhos vão dar Barcelos!

São 4 as equipas que, em cada escalão, irão tentar a sorte na conquista do principal objetivo de uma época: o campeonato nacional. Sendo a AD Valongo o único representante em ambos os escalões, as restantes equipas serão, a nível de iniciados, a Dragon Force, Física de Torres Vedras e o Sporting CP e, a nível de juniores, o HC Turquel, SL Benfica e HC Braga.

Cartaz dos jogos.
(clique para ampliar)
Será também importante constatar que há 3 clubes que procuram conquistar uma significante proeza, um título em dois escalões distintos. Braga e Benfica podem juntar o título de juniores ao que já conquistaram esta época a nível de juvenis e infantis, respectivamente. Já o Valongo também pode conseguir a façanha caso, em Barcelos, consiga vencer os dois campeonatos em disputa!

A entrada é gratuita e aberta a todas as idades. Espera-se uma grande afluência dos fãs da modalidade, tendo em conta o nível de competição a que estes jogos estão sujeitos!

Vale lembrar que a última final-four realizada em Barcelos a nível de camadas jovens remonta à época de 2010/2011, no escalão de infantis e juvenis. Os vencedores foram a ADB Campo e o Sporting CP, respectivamente.

"Quiz" do Hóquei em Patins, você sabe tudo? Confirme...